PINTURA EM DRYWALL

Drywall é o sistema para construção de paredes e forros mais utilizados na Europa e Estados Unidos da América. Por fora, parece de alvenaria, porém, internamente combina estrutura de aço galvanizado com chapas de gesso de alta resistência mecânica e acústica.

Preparação da superfície a ser pintada:

A preparação correta da superfície é de fundamental importância para se obtenção de uma pintura durável e de qualidade. Inicialmente é feita uma avaliação prévia de superfície, verificando-se a presença de falhas no tratamento das juntas e saliências ou rebaixamento nos pontos das cabeças dos parafusos, seguindo-se as recomendações das normas ABNT NBR 15.758-1:2009, ABNT NBR 15.758-2:2009 e ABNT NBR 15.758-3:2009 – Seção recebimento dos serviços. Caso seja observada alguma dessas falhas, são corregidas imediatamente corregidas antes de qualquer intervenção.

As áreas tratadas nas juntas entre as chapas e nas cabeças dos parafusos são lixadas para eliminação de eventuais rebarbas de massa e pequenas irregularidades. A superfície geral do cartão não deve ser lixada.

Para acabamentos mais sofisticados, é aplicada mais de uma demão de fundo ou massa sobre toda a superfície do sistema (Após a secagem total de cada demão).

Quando a pintura é submetida à incidência de luz natural e/ou artificial, normal ou intensa rasante é priorizado os serviços minuciosos para apresenta excelente acabamento, não sendo aceita nenhuma imperfeição no resultado.

Procedimentos de Aplicações:

Tinta:

• Aplicação de fundo pigmentado diluído;
• Aplicação de uma ou duas demãos de massa niveladora para alvenaria (massa corrida) em toda a superfície a ser pintada e deixar secar;
• Lixamento de toda a superfície para manter a lixa plana;
• Aplicação de duas ou três demãos de Premium deixando cada demão secar para finalização.

Textura:

• Aplicação do fundo pigmentado diluído e secagem;
• Aplicação de uma ou duas demãos de textura. No caso de duas demãos é necessário dar intervalos entre uma e outra.